SILVANINHA (Eredegalda)

Versão 03 - MG

                                                                                     

 

1-Eram três filhas de um rei

Todas três eram bonitas,

A mais velha de todas

Eredegalda se chamava.

 

2-Um dia seu pai lhe disse:

-Se queres casar comigo,

Serás minha esposa,

Sua mãe será criada.

 

3-Isso não, ó papaizinho,

Isso não pode ser,

Prefiro ficar fechada

Do que ver minha mãe criada.

 

4-Vou mandar fazer três torres

Para por Eredegalda dentro,

Comendo carne salgada

Sem beber um pingo dágua.

 

5-Eredegalda saiu chorando,

Chorando lágrimas de sangue,

Subiu à primeira torre

Para ver quem avistava.

 

6-Avistou suas irmãzinhas

Que na praia passeavam,

E disse: -Ó irmãzinhas,

Se me dás um pingo dágua.

 

7-Não lhe dou um pingo dágua,

Porque papai jurou

Pela ponta da sua espada,

Pela ponta da sua espada.

 

8-Eredegalda saiu chorando,

Chorando lágrimas de sangue,

Subiu à segunda torre,

Para ver quem avistava.

 

9-Avistou sua mamãezinha,

Que na sala descansava,

E disse: -Ó mamãezinha

Se me dás um pingo dágua.

 

10-Não lhe dou um pingo dágua,

Porque seu pai já me jurou

Pela ponta de sua espada,

Pela ponta de sua espada.

 

11-Eredegalda saiu chorando,

Chorando lágrimas de sangue,

Subiu à terceira torre,

Para ver quem avistava.

 

12-Avistou seu papaizinho

Que num jardim passeava

E disse: - Papaizinho,

Se me dás um pingo dágua.

 

13-Não lhe dou um pingo dágua

Porque não quiseras ser minha,

Não lhe dou um pingo dágua,

Porque não quiseras ser minha.

 

14-Eredegalda saiu chorando,

Chorando lágrimas de sangue,

E disse: -Ó papaizinho,

Tome lá minha mão esquerda.

 

15-Vou mandar três cavaleiros

Cada um com um jarro dágua,

Aquele que chegar primeiro

Casará  com Eredegalda.

 

16-Aquele que chegou primeiro

Encontrou Eredegalda morta,

Os anjos na cabeceira

E Nossa Senhora na porta.