SANTA HELENA

Versão 02 - SP  

 

1-Estava bordando

Na minha almofada

Com a agulha de ouro

E o meu dedal de prata,

Com a agulha de ouro

E o meu dedal de prata,

 

2-Passou um cavalheiro

Pediu-me pousada,

Mas como a minha mãe

Não conhecia,

Não queria dar,

Não queria dar.

 

3-Eu me levantei,

Fiz o cavalheiro entrar,

E lhe dei pousada

Que tanto me pediu,

E lhe dei pousada

Que tanto me pediu,

 

4-Quando foi à meia noite

O cavalheiro pediu água

Mas, como a minha mãe

Não conhecia

Não queria dar,

Não queria dar.

 

5-Eu me levantei

E fui buscar água,

Água para o cavalheiro

Que tanto me pediu,

Água para o cavalheiro

Que tanto me pediu,

 

6-Quando foi à meia noite,

O cavalheiro partiu,

Agarrou-me pelos braços

E consigo me levou,

Agarrou-me pelos braços

E consigo me levou,

7-E no meio do caminho

O cavalheiro perguntou,

Como era o meu nome

O meu nome é derradeiro,

Como era o meu nome

O meu nome é derradeiro,

 

8-Na casa dos meus pais

Eu era Helena mater,

Agora por estes caminhos

Sou Helena desprezada,

Agora por estes caminhos

Sou Helena desprezada,

 

9-No mesmo instante

Um punhal lhe cravou,

Coberta de rosas,

Helena deixou.

Coberta de rosas,

Helena deixou.

 

10-Passados muitos anos,

O cavalheiro voltou.

Pergunta o nome

Daquela estrada.

-É a estrada

de Santa Helena.

 

11-No mesmo instante,

Uma voz lhe traiu,

-Assassino e traiçoeiro

Roubaste o meu dinheiro,

Assassino e traidor,

Porque me matou.

 

12-No mesmo instante,

Uma voz respondeu:

-Perdão, perdão Helena,

Se eu te matei,

Perdão, perdão Helena,

Se eu te matei.