JULIANA E DOM JORGE

Versão 12 - SP

 

1-O que tens, ó Juliana,

Que estás triste a chorar?

-Não é nada, minha mãe

Primo Jorge vai se casar.

 

2-Bem te disse, minha filha,

Não quiseste acreditar,

Que teu primo tem costume

Das mocinhas enganar.

 

3-Mas eu te juro, mamãe,

Que eu dele me hei de vingar,

Mas eu te juro, mamãe,

Que eu dele me hei de vingar.

 

4-Lá vem vindo o primo Jorge

Montado no seu burrinho,

Ele vem tão sossegado,

Sem saber o seu destino.

 

5-É verdade, senhor D. Jorge,

Que o senhor vai se casar?

-É verdade, Juliana

Eu venho te convidar.

 

6-Espere, senhor D. Jorge,

Enquanto vou ao sobrado,

Buscar um copo de vinho,

Que pra ti tenho guardado.

 

7-Que puseste, ó Juliana,

Dentro do copo de vinho,

Minha vista ficou escura,

Não enxergo o meu caminho.

 

8-Coitadinha de minha mãe,

Pensará ter seu filho vivo.

-Também minha mãe pensava,

Que tu ias casar comigo.

 

9-Morre, morre senhor D. Jorge,

Que morrendo se acabou,

Nem comigo tu casaste

Nem com a outra ficou.

 

10-Lá vem vindo a polícia

Acompanhada do delegado,

Vem prender Juliana,

Que matou seu namorado.