JULIANA E DOM JORGE

Versão 02 - SP

 

1-O que tens, ó Juliana,

Que estás tão triste a chorar?

-É verdade, ó minha mãe

Que D.Jorge vai se casar.

 

2-Não te disse, minha filha

Não quiseste acreditar,

Que D.Jorge tem por costume

A toda moça enganar.

 

3-Bom dia, ó Juliana

Bom dia, como tem passado?

-Bom dia, senhor D.Jorge,

Estou boa, muito obrigado.

 

4-É verdade, ó D.Jorge,

Que o senhor vai se casar?

-É verdade, ó Juliana,

Vim aqui pra te convidar.

 

5-Espera um pouco, D.Jorge,

Que eu suba no meu sobrado,

Vou buscar um copo de vinho,

Que pra ti tenho guardado.

 

6-Que puseste, ó Juliana,

Neste cálice de vinho,

Estou com a vista escura,

Não enxergo o meu caminho.

 

7-Não enxergas o teu caminho,

E nem hás de enxergar;

Não quiseste casar comigo,

Nem com outra hás de casar.

 

8-Deus te salve, ó Juliana,

Deus te dê a salvação;

Pois não vês que somos primos,

Não podemos casar não.

 

9-Até logo, ó Juliana,

Até o dia do Juízo!

-Até logo, ó D.Jorge,

Deus te dê um paraíso.

 

10-Já morreu, senhor D.Jorge,

Já morreu, já se acabou;

Ao menos um gosto eu tive,

Que com outra não se casou.