DONZELA

Versão 01 - RJ

1-Rapazes, eu vou te contar

No tempo da mocidade,

O quanto eu fui infeliz

Até na própria amizade.

 

2-Namorei uma menina,

Era órfã, não tinha pai,

Era uma simples donzela

Ela morava com sua mãe.

 

3-Namoramos quatorze anos,

Sem a menor novidade,

Em uma hora repentina

Deus nos deu a infelicidade.

 

4-Havia uma moléstia

Chamada febre amarela,

Que em vinte e quatro horas

Deus tirou-me a posse dela.

 

5-Minha mãe, minha mãezinha,

Vos peço com grande dor,

Não posso dar a alma à Deus,

Sem despedir do meu amor.

6-Logo no mesmo instante

Mandou a criada chamar,

Que fosse ver minha amada

No leito para expirar.

 

7-Sua mãe que de nada sabia

Estarrecida ficou,

Mas vendo-a tão abatida

Muitas lágrimas derramou.

 

8-Depressa subi as escadas

No seu leito me encostei,

Vendo-a em tão triste estado

Muitas lágrimas derramei.

 

9-Mandei-te chamar meu bem,

Me disse a pomba sem fel,

Porque já lutei debalde

Com a morte fria e cruel.

 

10-Suas mãos unidas às minhas

Estas palavras falou,

E virando-se para o canto

Fechou os olhos e expirou.