DONA INFANTA

1-Andava Dona Juliana

No jardim a passear,

Com pentes de ouro na mão

Seus cabelos a pentear.

 

2-Lançando os olhos no mar

Viu vir uma fragata,

Capitão que nela vinha

A trazia bem guiada.

 

3-Diz-me lá, ó capitão,

O que vem na tua armada,

Se o homem que Deus me deu,

Se aí vem na tua armada.

 

4-Nem eu vi, nem eu conheço,

Nem eu sei que sinais levava,

Nem eu vi, nem eu conheço,

Nem eu sei que sinais levava,

 

5-Três moinhos que eu tenho

Todos três moem marfim,

Três moinhos que eu tenho,

Todos três dou para si.

 

6-Eu não quero os teus três moinhos,

Não são dados para mim,

São para condes e marqueses

E para gente assim.

 

7-Vai de mim, que sou viúva,

Ai de mim, que sou tão bela,

Três laranjais que eu tenho,

Todos três dou para si.

 

8-Não quero os seus três laranjais,

Não são dados para mim,

São para condes e marqueses

E para gente assim.

 

9-Levava cavalo branco

E a sela toda dourada,

E na sua mão direita,

Bandeira de guerra levava.

 

10-Esse homem, ó senhora,

Na guerra morto foi,

Embaixo dos alecrins

Duas mil facadas lhe deram.

 

11-Vai de mim, que sou viúva,

Ai de mim que sou tão bela,

Um homem que Deus me deu

Me foi ficar na guerra.

12-O que dava tu, é senhora,

para quem o trouxesse aqui?

O que dava tu, senhora,

para quem o trouxesse aqui?

 

13-Vai de mim, que sou viúva,

Ai de mim que sou tão bela,

Três meninas que eu tenho

Todas três dou para si.

 

14-Uma para o calçar,

Outra para o vestir,

E a mais formosa delas

Para consigo viver.

 

15-Não quero as três meninas,

Não são dadas para mim,

São para condes e marqueses

E para gente assim.

 

16-Vai de mim, que sou viúva,

Ai de mim que sou tão bela,

Não tenho mais que vos dar,

Falta-vos que me pedir.

 

17-Bem podia a senhora

Entregar-te a mim,

Bem podia a senhora,

Entregar-te a mim.

 

18-Venham, venham, meus criados,

Arrastai este malvado

Nas rodas do meu jardim,

Nas rodas do meu jardim.

 

19-Parem, parem, criados,

Já foram criados a mim,

Mostro o anel das sete pedras,

Que contigo reparti.

 

20-Mostra a tua metade

Que a minha trago aqui,

Mostra a tua metade,

Que a minha trago aqui.

 

21-Você é meu marido,

E eu era tua mulher,

Porque não disseste logo,

E me fizeste assim sofrer.

 

22-Porque eu queria saber

Se tu me eras fiel,

Porque eu queria saber

Se tu me eras fiel,