CEGO

Versão 04 - SP

1-Acordai minha mãezinha,

Já chega de dormir,

Vem aí um cego

Esmola lhe pedir.

 

2-Se ele está com fome,

Dá-lhe pão e vinho.

Pega pela mão E ensina o caminho.

 

3-Eu não estou com fome;

Não quero pão nem vinho;

Só quero que a menina

Me ensine o caminho.

 

4-Quantas carruagens,

Quantas cavalarias,

Vamos andar depressa, menina,

Que está clareando o dia.

 

5-Eu nunca vi este cego

Avistar cavalaria,

Nem tão pouco

O luar do dia.

 

6-Eu nunca fui cego,

Nem cego serei,

Me fingi de cego,

Pra roubar-te, ó Maria.